segunda-feira, 14 de abril de 2008

Biocombustível ou comida?

"Crime contra a humanidade" é a definição do relator da Organização das Nações Unidas, Jean Ziegler, anunciada nesta segunda-feira, 14, em uma entrevista à Rádio Televisão de Baviera. A justificativa é que o uso de biocombustíveis se tornou um em vista dos problemas que o mundo enfrenta atualmente com o preço dos alimentos.

Já o Ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, defende que o Brasil não corre risco de enfrentar escassez de alimentos por causa do cultivo de áreas para a produção de biocombustível.

“A produção de biocombustível não é crime contra a humanidade, desde que seja planejada de forma correta, como o Brasil está fazendo, com uma política energética definida e a criação do zoneamento agroecológico ambiental”, conforme matéria na Agência Brasil.

O Globo News Painel da semana fala justamente sobre isso, com Xico Graziano, Fabio Feldmann e Ademar Riberio Romeiro, da Unicamp.

3 comentários:

gerson disse...

Puro preconceito, por estarmos nos tornando auto suficiente, qual o próximo boato que irão lançar na midia mundial ?

denise disse...

Com tanta terra no planeta,há lugar para se plantar alimentos à vontade. Por que tanta resistência ao abandono dos combustíveis fósseis?
beijo,menina

Roseane, disse...

Está todo mundo falando sobre isso, e se o expert Jean Ziegler falou isso, é para prestarmos atenção, com certeza.