domingo, 27 de janeiro de 2008

Comendo a Amazônia

Estamos literalmente comendo a Amazônia a garfadas bem generosas. É o que mostram os dados sobre o avanço do desmatamento divulgados no último dia 23. Digo isso porque o próprio secretário de Meio Ambiente do Pará, Valmir Ortega, admite que a pecuária e o plantio de cana-de-açúcar estão forçando a migração do gado para o Norte.

A valorização da carne brasileira e da soja no mercado internacional, assim como a aposta na cana-de-açúcar para garantir espaço no bolo do cenário dos biocombustíveis, agravam o problema. Estamos servindo a floresta como prato principal, mas os menos favorecidos não fazem parte do banquete, obviamente.

Um comentário:

Andréa N. disse...

Isso é tão triste. E o pior é que eu vejo pessoas reclamando e dizendo que o governo brasileiro está dando a Amazônia de presente para os estrangeiros, que os EUA são os verdadeiros donos, etc., mas não vejo o povo brasileiro interessado em fazer a sua parte e diminuir o consumo de carne ou o uso de automóveis. Ninguém quer fazer a sua parte. Reclamar e pôr a culpa no outro, sem agir com responsabilidade, é muito conveniente.