segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Desenvolvimento socioambiental

Em tempos de cortar o mal do desmatamento pela raiz, vem a Embrapa e anuncia um produto genuinamente brasileiro que vai gerar renda para os agricultores. Trata-se de um pigmento a base de açaí para ser utilizado nos consultórios dentários como detector de cáries.

O produto amazônico foi desenvolvido pela Unidade Amazônia Oriental da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em parceria com a Universidade Federal do Pará, apresentado no 26º Congresso Internacional de Odontologia em São Paulo nesta semana.

Saídas desse tipo fomentam a economia local e tiram a exploração da madeira do curso dos nativos. Como defendem diversas ONGs, o correto é manter a população em seu habitat (florestas) e criar subsídios para que tenham atividades sustentáveis originárias da mata.

Um comentário:

Marcio disse...

Ponto positivo para a sustentabilidade. Iniciativas como esta renovam esperanças daqueles que acreditam que é possível associar desenvolvimento social à preservação ambiental. A UFPa é motivo de muito orgulho para nós nortistas. Um abraço. marcionegraoap@hotmail.com