quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Enquanto isso, em Honolulu

No Encontro das Grandes Economias sobre Segurança Energética e Mudanças Climáticas em Honolulu, o secretário executivo da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças do Clima, Yvo de Boer, afirmou que é necessário dar continuidade ao mapa de Bali, destacando alguns tópicos.

Um deles, na minha opinião, diz respeito a algo que pouco se fala, que é a adaptabilidade às mudanças climáticas, uma vez que são inevitáveis e já sentimos seus efeitos. Na visão de Boer, é preciso “determinar as ações essenciais para a adaptação aos impactos inevitáveis das mudanças climáticas e promover um desenvolvimento resistente ao clima”.

Os países menos desenvolvidos serão os mais atingidos com os eventos climáticos extremos, com alagamentos, doenças, falta de água, entre outros problemas. Por isso que os compromissos dos países desenvolvidos é tão importante, a fim de assegurar o atendimento às possíveis vítimas. Mas não em esquema de remediar, e sim planejamento de ações em casos extremos.

2 comentários:

Divinius disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
denise disse...

Oi, Luz
Vim conhecer teu cantinho.
Vou fazer um post sobre as sacolas carbono zero, apresentando-a la no Faça, ok.
beijo,menina