quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Sacola, não obrigada!

Na contramão do processo de sustentabilidade, a Associação Brasileira da Indústria de Embalagens de Plásticos Flexíveis lança campanha a favor do uso das famigeradas sacolinhas plásticas. Tudo bem que é válido dizer que o uso do plástico deve ser responsável e tal, mas tirar dar ao consumidor a impressão de que está agindo com postura ambiental correta optando por esse tipo de embalagem já é uma afronta a nós educadores ambientais e ambientalista na luta.

Sou mais o empresariado que diz que Saco é um saco. São 15 empresas, entre elas a CPFL, fazendo coro. No Brasil, atualmente são consumidas 12 bilhões de unidades por ano. Haja saco!

Eu desde sempre respondo e vou continuar: Sacola, não obrigada! Pensar que vou descartar algo que vai levar mais de 100 anos para decompor me deixa com uma dívida imensa com o Planeta. Aqueles que acompanham minha campanha a favor da sacola retornável, com a criação das sacolas Carbono Zero, há dois anos, e os que assistiram a alguma das palestras sobre Cidadania Planetária, compreendem minha inquietude.

Um comentário:

Habbos falsos disse...

Tô com quem está com o saco cheio de saco. Alias o que fazer com os que eu já tenho ha alguns anos guardados, que por sinal não são poucos. Adotei sacolas retornaveis e as carrego sempre comigo onde quer que eu vá. obrigada! Regina