sexta-feira, 27 de julho de 2007

Papel reciclado por decreto

Há anos as empresas vêm migrando para o uso de papel reciclado em seus documentos. É possível encontrar de embalagens de gelatina a talões de cheques produzidos a partir de papel reciclado.

E hoje, ainda que com defasagem, a prefeitura de Santos anuncia que adotou o papel reciclado para impressão de documentos, correspondências ou ato oficial, conforme decreto nº4871 publicado no Diário Oficial (página 2 do PDF).

Segundo estudo divulgado recentemente pelo Compromisso Empresarial para a Reciclagem, Cempre, o País reciclou 46,9% de 3,4 mil toneladas de papéis recicláveis consumidos em 2005, conforme dados da Associação Brasileira de Celulose e Papel/Bracelpa. A taxa de recuperação chega a 64% nas regiões Sudeste e Sul onde localizam-se os principais fabricantes de papel.

Mas o nível de produção de papel continua crescendo. Os dados da Bracelpa mostram que de janeiro a maio de 2007 fabricou-se 1.043.173 toneladas de papel somente para impressão e escrita. No mesmo período do ano anterior a produção foi de 1.028.687 toneladas.

Um comentário:

Isis disse...

Gostaria de que a empresa que trabalho viesse a reciclar seus papéis também. Onde arranjo suporte? Alguém possui informação para que eu possa levar até meus superiores e convence-los?

Obrigada.